Oficina “Teatro de Animação e suas Convergências com a Educação e a Saúde” no Teatro do Instituto, com Leandro Silva

002webflyer-teatro-de-animacao-e-convergencias-leandro-silva-2017

O Teatro de Animação, atuando como médium e mediador da relação entre as pessoas, traz importantes contribuições para os processos da Educação (formal e informal) e da Saúde (preventiva e terapêutica).

Assim, o artista bonequeiro Leandro Silva em parceria com o Teatro do Instituto e a Monarca Produções oferecem a oficina “Teatro de Animação e suas convergências com a Educação e a Saúde”, voltada especialmente para professores, educadores populares, profissionais de saúde, artistas, lideranças comunitárias e interessados no uso de metodologias e recursos lúdicos em processos de formação.

O foco da oficina não é o Teatro de Animação em si, enquanto arte, mas a utilização deste como instrumento de comunicação, formação, terapia e educação na comunidade. Durante o desenvolvimento da oficina os participantes poderão refletir o que chamamos de CONVERGÊNCIAS do Teatro de Animação ou o seu encontro com temas sociais relevantes para o desenvolvimento da comunidade, quais sejam a Educação e a promoção da Saúde, para os quais apresenta poderoso potencial.

O Teatro de Animação na Educação demonstra ter um alto valor pedagógico ao possibilitar desenvolver aprendizagens de atitudes transformadoras, ser altamente participativo e questionador, proporcionar recreação e servir como espaço para a expressão de emoções, impulsos, fobias e conflitos, através das ações impressas espontaneamente nos bonecos e/ou objetos, ao fazê-los falar, cantar ou brigar.

Analisa-se, portanto, que o Teatro de Animação permite o melhor conhecimento do educando. A ânima dos objetos possibilita conseguir, através deles, conhecê-los na íntegra. Assim, podemos ajudá-los no processo de socialização, fazendo-os sentir-se à vontade, sem inibições, propiciando um ambiente de conforto e liberdade onde possa expressar suas ideias e opiniões sem constrangimentos. Permitindo, desta maneira, que o educador conheça a fundo a verdadeira personalidade, os reais valores e o nível de desenvolvimento psicológico do educando, ao mesmo tempo em que o estimula a sentir prazer durante a atividade.

Entre os principais objetivos do Teatro de Animação na Educação, Ladeiras (1998, p.15) enfatiza: a percepção visual, auditiva, tátil e de sequencia de fatos (espaço-temporal), a coordenação de movimentos, criatividade e imaginação, expressão gestual, oral e plástica, memória e vocabulário, e a socialização. E ainda, pondera a utilização do Teatro de Animação como atividade lúdica, entendendo que se para o educador, o Teatro de Animação é uma técnica educativa, para o educando é um jogo que a educa e molda para o convívio social.

Verifica-se que isto acontece espontaneamente quando, por exemplo, uma criança começa a falar e acabado os recursos do seu monólogo, busca a interação com outra figura com a que possa ampliar suas aventuras. Então, a criança começa experimentando o respeitar, exercendo o companheirismo, ao ter que esperar sua vez para falar e ouvir a opinião dos outros e exprimir seu desacordo com argumentos convincentes. Por outro lado, as crianças mais velhas e, mesmo os adultos, encorajam-se a expor mais livremente suas ações, pensamentos e desejos com um boneco nas mãos (NEFESH, 2009).

Interpreta-se que o Teatro de Animação na Educação pode ser visto sob dois aspectos: quando o educando o assiste (Instrumental) e quando o educando o cria (Processo). Ao assistir, as imagens prendem o educando emocionalmente podendo transformá-la internamente. Já ao manipular objetos, criar os bonecos, a cenografia, os textos e demais partes do Teatro de Animação, são envolvidos o aspecto lúdico e o criativo, através das atividades motoras, a expressão verbal e o trabalho em equipe. Já no caso em que os bonecos/ objetos são utilizados diretamente pelos educandos, tendo o educador apenas como guia, os alunos tendem a desenvolver amplamente a comunicação e manipulação dos objetos. Uma vez prontos os bonecos, o educando sente desejo de animá-lo. Motivado a movimentá-lo, aos poucos junta os sons, palavras e vozes à manipulação (LADEIRA, 1998).

De inicio, o boneco é inevitavelmente um brinquedo, cabendo ao educador-bonequeiro revestir de valores e princípios este novo personagem vivo, e como tal, gerador e responsável de ações e reações. Não convém que o boneco substitua o educador (Idem, p.14), antes que o mesmo seja presente como um participante ativo, questionador.

Já no campo da Saúde, entendemos que a difusão de informações é um critério básico para a prevenção de doenças e promoção da saúde na comunidade. O uso pedagógico do teatro de animação, especialmente com bonecos, contribui para que lideranças e profissionais de saúde possam promover momentos lúdicos de conscientização sobre saúde nas comunidades.

Tivemos a participação de profissionais de saúde em outras experiências de formação em teatro de animação (agentes comunitários de saúde, enfermeiras), que deram testemunho o quanto as ações de prevenção em saúde se tornam impactantes com o uso de teatro de bonecos, como por exemplo, falar de higiene para crianças e prevenção ao uso de drogas, DST/AIDS para jovens nas escolas, prevenção ao câncer de mama e do câncer do colo do útero, etc. Através da difusão de informações, pela capacidade lúdica de prender a atenção das pessoas, o teatro de bonecos, em seu uso pedagógico, contribui para melhoria da saúde e da qualidade de vida das pessoas na comunidade.

Há também a contribuição do teatro de bonecos para o desenvolvimento humano e social, especialmente das crianças. Testemunho de educadores de que o teatro de bonecos contribuiu para que crianças fechadas, tímidas ou traumatizadas pudessem se expressar e se comunicar. O fator psicológico envolvido é que a criança pode “transferir” para o boneco a responsabilidade por tudo que ela deseja expressar e que por motivos vários não consegue. O teatro de bonecos ajuda a comunicação fluir, com a superação do medo, da culpa, etc e estes processos podem ser ricamente aproveitados por professores e psicólogos no tratamento das crianças e adolescentes. É o fundamento do “Teatro de Bonecos e Objetos Terapêutico” – objeto de pesquisas e experimentações durante a Oficina.

Conteúdo Programático

  • Fundamentos do Teatro de Animação:

– O que é Teatro de Animação

– Bonecos, Máscaras e Objetos

– Tipos no Teatro de Animação

– Característica do Teatro de Animação

– Estrutura Dramatúrgica no Teatro de Animação: O Títere, o Ator e a Plateia.

– O Teatro de Bonecos Popular do Nordeste e Seus Representantes: Mamulengo, Babau, João Redondo e Cassimiro Coco

– Prática: Confecção de um Boneco

  • O Teatro de Bonecos e a Educação

– O Teatro de Bonecos na Sala de Aula: Contribuições.

– Teatro de Bonecos Instrumental e Teatro de Bonecos Processo.

– A transversalidade das disciplinas escolares no uso do teatro de bonecos em sala de aula

– Prática: Preparar uma aula, utilizando-se do Teatro de Boneco Instrumento.

  • O Teatro de Bonecos e Objetos na Promoção da Saúde – Prevenção e Terapia

– O Conceito Ampliado de Saúde

– A Saúde Preventiva, Pública e Comunitária

– Bonecos, Objetos e Terapia

– Prática: Preparar uma palestra, utilizando-se da linguagem do Teatro de Bonecos.

  • Seminário Final de ENCERRAMENTO (Práticas e diálogos intersetoriais em Arte, Educação e Saúde).

Serviço

Data: 26/01, 02/02, 09/02, 16/02 de 2017 (quintas-feiras)

Horário: 19 às 22 horas

Carga Horária Total: 16 horas

Local: Teatro do Instituto, Rua Riachuelo, nº 1.317, 3º andar, Centro, Porto Alegre – RS.

Vagas: 15 vagas (garanta já a sua!)

Investimento: R$ 100,00 (materiais incluso). Pagamento através de depósito bancário (Caixa Econômica Federal | Agência: 1851 | Operação 003 | Conta Corrente: 1929-6 | Favorecido: Leandro Alves da Silva | CNPJ: 18.191.358/0001-04). Será entregue recibo no primeiro dia de aula.

Inscrição: Através do formulário: https://goo.gl/forms/q8hnDeo24Hkr8q1l1. A confirmação da inscrição será feita mediante o pagamento.

Atenção:

– Os organizadores se reservam o direito de cancelar a realização do curso, mediante devolução das inscrições, caso não atinja pelo menos 50% do número das vagas.

– Aos participantes serão oferecidos certificado em formato físico e digital, entregue em até 07 dias após a conclusão do curso e mediante o aproveitamento de 75% da carga horária.

Sobre o ministrante

Leandro Silva é ator, artista bonequeiro (filiado à União Internacional de Marionetistas – UNIMA) e diretor teatral (DRT 12.402). Bacharel em Direito pela Universidade Estadual do Piauí (UESPI). Possui aperfeiçoamento profissional na Escuela de Verano 2013 da Unima Espanha, realizado no Tolosa Puppets Internacional Center – TOPIC (Tolosa, Espanha) e Capacitação em Elaboração, Gestão de Projetos e Empreendimentos Criativos (Ministério da Cultura – FGV – SENAC). Atuou e dirigiu vários espetáculos teatrais de sucesso, realizados de forma independente ou com o Grupo Fuzuê Teatro de Animação (Porto Alegre – RS). Coordena e presta consultoria a projetos culturais. Diretor artístico do Núcleo Fuzuê Teatro de Animação/ Ponto de Cultura Quilombo do Sopapo (Porto Alegre, RS). Mais informações: http://www.leandrosilvabonecos.wordpress.com

Mais Informações:

E-mail: leandrosilva.educ@gmail.com

Telefone/ Whatsapp: 51 98269 4614

Oficina Iniciação ao Teatro de Animação no Teatro do Instituto, com Leandro Silva

002webflyer-oficina-teatro-de-animacao-leandro-silva-2017
O artista bonequeiro Leandro Silva realiza, em parceria com o Teatro do Instituto e a Monarca Produções a oficina Iniciação ao Teatro de Animação, voltada especialmente para o público em geral, curiosos que desejem conhecer, adentrar e utilizar-se da encantadora linguagem do Teatro de Animação e suas vertentes: bonecos, máscaras, objetos.

O Teatro de Animação é um gênero teatral que se utiliza de atores não-humanos, tais como bonecos, máscaras, objetos, sombras; e também de atores humanos, o próprio ator/manipulador, que poderá utilizar de partes do seu corpo para criar personagens e também empregar os seus recursos como ator dentro da encenação. Este gênero de teatro encontra, nas formas inanimadas e no ator/manipulador, uma gama de possibilidades de expressividade para a encenação. É um teatro que busca representar o ser humano ou ideias abstratas, causando no espectador a ilusão de que há uma vida independente do ator/manipulador na criatura construída.

São objetivos da oficina:

  • Proporcionar aos participantes a possibilidade de experimentar e entender os aspectos do Teatro de Animação enquanto linguagem cênica específica, extremamente rica em imagens e significado;
  • Instrumentalizá-los para que possam dar início a um processo de criação de um trabalho teatral dentro desta linguagem.

Conteúdo Programático

  • Fundamentos do Teatro de Animação: O que é Teatro de Animação, vertentes e tipos no Teatro de Animação, característica do Teatro de Animação
  • Estrutura Dramatúrgica no Teatro de Animação: O títere, o ator e a plateia
  • O Teatro de Animação no Mundo
  • O Teatro de Bonecos Popular do Nordeste e Seus Representantes: Mamulengo, Babau, João Redondo e Cassimiro Coco
  • Elementos de construção e confecção no Teatro de Animação
  • Manipulação de Bonecos e Objetos Partindo do Corpo do Ator para o Corpo do Cbjeto: Transferência de energia do ator para o objeto, a procura do gesto expressivo, a precisão do gesto, o foco – o olhar, o eixo, o peso e densidade, o ponto zero ou de descanso

Serviço

Data: 24/01, 31/01, 07/02, 14/02 de 2017 (terças-feiras).

Horário: 19 às 22 horas

Carga Horária Total: 16 horas

Local: Teatro do Instituto, Rua Riachuelo, nº 1.317, 3º andar, Centro, Porto Alegre – RS.

Vagas: 15 vagas (garanta já a sua!)

Investimento: R$ 100,00 (materiais incluso). Pagamento através de depósito bancário (Caixa Econômica Federal | Agência: 1851 | Operação 003 | Conta Corrente: 1929-6 | Favorecido: Leandro Alves da Silva | CNPJ: 18.191.358/0001-04). Será entregue recibo no primeiro dia de aula.

Inscrição: Através do formulário https://goo.gl/forms/WfYmlYkYuQB2xp8M2. A confirmação da inscrição será feita mediante o pagamento.

Atenção:

– Os organizadores se reservam o direito de cancelar a realização do curso, mediante devolução das inscrições, caso não atinja pelo menos 50% do número das vagas.

– Aos participantes serão oferecidos certificado em formato físico e digital, entregue em até 07 dias após a conclusão do curso e mediante o aproveitamento de 75% da carga horária.

Sobre o ministrante

Leandro Silva é ator, artista bonequeiro (filiado à União Internacional de Marionetistas – UNIMA) e diretor teatral (DRT 12.402). Bacharel em Direito pela Universidade Estadual do Piauí (UESPI). Possui aperfeiçoamento profissional na Escuela de Verano 2013 da Unima Espanha, realizado no Tolosa Puppets Internacional Center – TOPIC (Tolosa, Espanha) e Capacitação em Elaboração, Gestão de Projetos e Empreendimentos Criativos (Ministério da Cultura – FGV – SENAC). Atuou e dirigiu vários espetáculos teatrais de sucesso, realizados de forma independente ou com o Grupo Fuzuê Teatro de Animação (Porto Alegre – RS). Coordena e presta consultoria a projetos culturais. Diretor artístico do Núcleo Fuzuê Teatro de Animação/ Ponto de Cultura Quilombo do Sopapo (Porto Alegre, RS). Mais informações: http://www.leandrosilvabonecos.wordpress.com

Mais Informações:

E-mail: leandrosilva.educ@gmail.com

Telefone/ Whatsapp: 51 98269 4614

Curso Elaboração de Projetos Culturais no Teatro do Instituto, com Leandro Silva

002webflyer-elaboracao-projetos-culturais-leandro-silva-2017

2017 é o ano para você – artista, produtor ou agente cultural – tirar as suas ideias da gaveta e realizar, de forma sustentável, seus projetos culturais! Pensando nisso, o artista e diretor teatral Leandro Silva, em parceria com o Teatro do Instituto e Monarca Produções, apresenta o curso intensivo Elaboração de Projetos Culturais.

Através de referenciais teóricos e práticos, os participantes terão acesso aos conhecimentos necessários para a estruturação de projetos culturais de qualidade, aptos a serem enquadrados em editais e leis de incentivo (fontes públicas e privadas de financiamento cultural). Para tanto, cada um sairá com um projeto cultural básico elaborado ou aprimorado. O curso colocará o participante em contato com os principais mecanismos de captação de recursos para projetos culturais e vai amiúde nas etapas de elaboração de propostas em todas as áreas da cultura.

Com metodologia inovadora, os participantes receberão assessoria personalizada a seus projetos culturais através da Plataforma Moodle e finalizarão com um seminário de projetos para tirarem dúvidas e consolidarem suas propostas.

São objetivos do curso:

  • Compreender conceitos sobre a Política Cultural e a Economia da Cultura no contexto da realidade brasileira.
  • Se tornar um agente cultural apto a elaborar propostas para projetos próprios e de outros.
  • Entender o que são objetivos, justificativa, plano estratégico, cronograma de ação, resultados esperados, plano de divulgação e planilha orçamentária.
  • Compreender o o passo a passo da elaboração de projetos, abordando desde a concepção e escrita, passando pelo planejamento das ações, até a execução financeira e a prestação de contas.

Conteúdo Programático

  • O Campo da Cultura: Conceitos, identidade e diversidade cultural, transversalidade da Cultura
  • Economia da Cultura
  • Linhas de Fomento e Fontes de Financiamento
  • Relação das Áreas e Segmentos Culturais
  • Transformando sua Ideia em um Documento: Elementos do projeto
  • Criando o Conteúdo da Proposta
  • Modelos de Conteúdo de Proposta
  • O Projeto Técnico
  • Seminário de Projetos (Final)

Serviço

Data: 21/01, 28/01, 04/02, 11/02 de 2017 (sábados)

Horário: 14 às 17 horas (03 horas)

Carga Horária Total: 20 horas

Local: Teatro do Instituto, Rua Riachuelo, nº 1.317, 3º andar, Centro, Porto Alegre – RS.

Vagas: 20 vagas (garanta já a sua!)

Investimento: R$ 100,00 (materiais + assessoria a projetos via plataforma Moodle incluso). Pagamento através de depósito bancário (Caixa Econômica Federal | Agência: 1851 | Operação 003 | Conta Corrente: 1929-6 | Favorecido: Leandro Alves da Silva | CNPJ: 18.191.358/0001-04). Será entregue recibo no primeiro dia de aula.

Inscrição: Através do formulário https://goo.gl/forms/2APuOJlZjHP25hre2. A confirmação da inscrição será feita mediante o pagamento.

Atenção:

– O participante deve ter pontualmente acesso a computador com internet para orientação via plataforma Moodle.

– Os organizadores se reservam o direito de cancelar a realização do curso, mediante devolução das inscrições, caso não atinja pelo menos 50% do número das vagas.

– Aos participantes serão oferecidos certificado em formato físico e digital, entregue em até 07 dias após a conclusão do curso e mediante o aproveitamento de 75% da carga horária.

Sobre o ministrante

Leandro Silva é ator, artista bonequeiro (filiado à União Internacional de Marionetistas – UNIMA) e diretor teatral (DRT 12.402). Bacharel em Direito pela Universidade Estadual do Piauí (UESPI). Possui aperfeiçoamento profissional na Escuela de Verano 2013 da Unima Espanha, realizado no Tolosa Puppets Internacional Center – TOPIC (Tolosa, Espanha) e Capacitação em Elaboração, Gestão de Projetos e Empreendimentos Criativos (Ministério da Cultura – FGV – SENAC). Atuou e dirigiu vários espetáculos teatrais de sucesso, realizados de forma independente ou com o Grupo Fuzuê Teatro de Animação (Porto Alegre – RS). Coordena e presta consultoria a projetos culturais. Diretor artístico do Núcleo Fuzuê Teatro de Animação/ Ponto de Cultura Quilombo do Sopapo (Porto Alegre, RS). Mais informações: http://www.leandrosilvabonecos.wordpress.com

Mais Informações:

E-mail: leandrosilva.educ@gmail.com

Telefone/ Whatsapp: 51 98269 4614

A Princesa e o Sapo realiza último dia da temporada na Sala Álvaro Moreyra (Porto Alegre, RS), com novidades!

DSCN7303

Dia 29 de novembro de 2016 (terça-feira) encerramos a temporada do espetáculo “A Princesa e o Sapo” na Sala Álvaro Moreyra (Porto Alegre – RS), através do projeto Teatro Aberto da Coordenação de Artes Cênicas (SMC Poa RS). A temporada é voltada para o público infanto juvenil e agendamentos de escolas e instituições, aos cuidados da Coordenação de Artes Cênicas.

DSCN7302

DSCN7279

A grande novidade desta temporada é o processo de redesenho do espetáculo “A Princesa e o Sapo”, que passa a contar com figurinos assinados por Marion Santos (atores e bonecos) e fotografia de Leandro Artur Anton, colaboradores do Ponto de Cultura Quilombo do Sopapo.

Esta é a última temporada do espetáculo na cidade. Em dezembro, o “Grimm para os Pequenos” faz as malas e parte para o Nordeste, onde vai compor a programação do 5º Festival Nacional de Teatro – Pontos de Cultura e Grupos Independentes, em Floriano, no Piauí.

As novidades não param por aí: em janeiro, Leandro Silva e Lorena Sanchez começam o processo de criação do novo espetáculo do “Grimm para os Pequenos”, o clássico dos Irmãos Grimm “As Fiandeiras”, com estreia prevista para março de 2017.

A Princesa e o Sapo em apresentação especial pelo Dia Mundial de Combate ao Câncer Infantil (Porto Alegre, RS)

13532836_10209728559963661_3139627105075314585_n

No dia 23 de novembro de 2016 – Dia Mundial de Combate ao Câncer Infantil – o projeto Grimm para os Pequenos realizou uma apresentação especial no Instituto do Câncer Infantil (ICI-RS), Hospital de Clínicas (Porto Alegre, RS). Há dois anos os atores vinham planejando a apresentação, articulada pela amiga e voluntária do ICI RS, Sandra da Silva.

Foi uma tarde mágica, de muita emoção para todos – crianças, equipe, voluntários e para o elenco. Fomos muito bem recebidos por toda a equipe do ICI RS.

As crianças foram muito participativas e, com muita imaginação e sorrisos, deram sua contribuição para que o clássico conto dos Irmãos Grimm terminasse  como tem que terminar: com um final feliz! É tudo que desejamos a estas crianças: a cura e a vitória sobre o câncer. Uma luta que deve ser assumida por toda a sociedade.

15095533_10209728556963586_5765545230185322077_n

15110302_10209728564283769_6654745518015951269_o

15110322_10209728563803757_2434357033750811969_o

15110376_10209728562723730_7854699445040021436_o

15110418_10209728563083739_1729145172425545972_o

15122906_10209728557203592_1833479286391160189_o

15122999_10209728559723655_3651947978415640149_o

15123328_10209728562843733_7235651736845327159_o

15135800_10209728561843708_8914539407340306435_n

15138536_10209728558403622_1392326187476596761_o

15156776_10209728558003612_2394332517615487016_o

15170954_10209728561363696_5068420581212318622_n

15171183_10209728558603627_1086472510246527126_n

15181167_10209728560363671_5372655711333916696_n

15181373_10209728561483699_8391111047211422213_n

15220056_10209728557163591_2017943967426049225_n

carta agradecimento ICI RS APrincesaEOSApo

[CONVITE] ENCERRAMENTO PROJETO NA TERRA DE OZ | E.E.E.F. RAFAEL PINTO BANDEIRA | MAIS CULTURA NAS ESCOLAS

cartaz1_naterradeoz_peca_2016

Saudações!

Com satisfação, convidados a comunidade escolar, pais, responsáveis, parceiros e representantes do Ponto de Cultura Quilombo do Sopapo, das iniciativas culturais do Mais Cultura nas Escolas da Região do Cristal, do Ministério da Cultura, do Ministério da Educação, da Secretaria de Estado da Cultura RS e da Secretaria de Estado de Educação RS para as atividades de encerramento do projeto “Na Terra de Oz”, realizado na E.E.E.F. Rafael Pinto Bandeira através do Programa Mais Cultura nas Escolas (parceria MinC – MEC).

Programação:

23 DE NOVEMBRO DE 2016 (QUARTA-FEIRA)
Atividade: Estreia do espetáculo “Na Terra de Oz” e lançamento da exposição de trabalhos e brinquedos ludo educativos
Horário: 10h.
Local: E.E.E.F. Rafael Pinto Bandeira (Sala de Multimídia), Rua Cel. Claudino, nº 252, Bairro Cristal, Porto Alegre – RS.

24 DE NOVEMBRO DE 2016 (QUINTA-FEIRA)
Atividade: Apresentação do espetáculo “Na Terra de Oz”
Horário: Primeira sessão: 09h | Segunda sessão: 11 h
Local: E.E.E.F. Rafael Pinto Bandeira (Sala de Multimídia), Rua Cel. Claudino, nº 252, Bairro Cristal, Porto Alegre – RS.

25 DE NOVEMBRO DE 2016 (SEXTA-FEIRA)
Atividade: Apresentação do espetáculo “Na Terra de Oz”
Horário: Primeira sessão: 09h | Segunda sessão: 11 h
Local: E.E.E.F. Rafael Pinto Bandeira (Sala de Multimídia), Rua Cel. Claudino, nº 252, Bairro Cristal, Porto Alegre – RS.

Confirmem presença através do e-mail: naterradeoz@gmail.com ou pelo telefone (whatsapp) 51 98269.4614. Esperamos contar com a presença de tod@s!

Atenciosamente,

Leandro Alves da Silva
p/ Equipe Projeto Na Terra de Oz
Programa Mais Cultura nas Escolas
E.E.E.F. Rafael Pinto Bandeira

NA TERRA DE OZ – A CONSTRUÇÃO DE UM TERRITÓRIO LUDO-EDUCATIVO COM TEATRO DE ANIMAÇÃO NA ESCOLA, A PARTIR DA OBRA DE L. FRANK BAUM E SEU UNIVERSO ESTÉTICO
Programa Mais Cultura nas Escolas – Ministério da Cultura – Ministério da Educação – EEEF Rafael Pinto Bandeira – Leandro Silva Teatro de Bonecos e Projetos Culturais MEI

Espetáculo “AS MALDITAS” no Teatro do Instituto (Poa, RS)

webflyer_asmalditas_teatrodoinstituto_temporada2016

De Saulo Queiroz, com Leandro Silva e Anderson Gonçalves.
Rosa e Margarida são irmãs, mas estão em pé de guerra remoendo o passado.
Data: 19 e 20/11/2016 (sábado e domingo)
Horário: 20 horas
Local: Teatro do Instituto, R. Riachuelo, 1.317, 3º andar, Centro, Poa, RS
Ingressos: R$ 20,00 (inteira); R$ 10,00 (meia)
Classificação: 16 anos
Produção: Monarca Produções

CRÍTICA “AS MALDITAS” | CRÍTICA OFICIAL DO CRÍTICO DO ROSÁRIO EM CENA 17 ANOS ÂNTONIO CARLOS BRUNET (DUNGA)

Cumpro mais uma etapa do XVII Festival Internacional de Teatro Rosário em Cena, ou seja, a confecção de críticas dos espetáculos apresentados.
Procuro tecer comentários, da maneira mais coloquial possível, até mesmo porque minha erudição vai somente até a página 10. É um registro, por escrito, de sensações dos espetáculos emanadas, em uma apresentação específica, sujeita às mais diversas circunstâncias.
Sou passional. Não sei se isso é defeito ou virtude. Por isso, como ator e diretor, colega de profissão, muitas vezes pareço exagerado em algumas afirmações, tanto elogiosas como críticas. Porém, sou absolutamente franco. Não procuro tapar o sol com a peneira, de ninguém. Amigo ou não. Conhecido ou não. E, espero, assim, estar contribuindo para a continuidade e a qualificação cada vez maior das obras comentadas. São comentários, exatamente, não sofismas ‘imexíveis’ e isentos de quaisquer deslizes. Não são palavras em chumbo derretido. São efêmeras, graças a Deus, absolutamente coerentes com o fenômeno teatral.
Até o próximo. Se vocês ainda me aturarem.
Beijos.
Antonio Carlos Brunet, Dunga
Outubro/novembro de 2016.

_mg_0842

IRMÃS ACIMA DE QUALQUER SUSPEITA

Leandro Silva & Anderson Gonçalves Montagem Independente, grupo de Porto Alegre, RS, apresentou no XVII Festival Internacional de Teatro Rosário em Cena, o espetáculo AS MALDITAS, texto e direção de Leandro Silva. Curiosamente, os dois componentes do grupo são mais conhecidos por seus trabalhos com o teatro de bonecos, tanto Anderson quanto Leandro, este, mamulengueiro do Piauí, radicado em Porto Alegre.
A ação da peça, em clima de tragicomédia, mostra-nos o cotidiano de duas irmãs, que dividem o mesmo teto, tendo a mais velha, sob sua responsabilidade, a função de cuidar da irmã mais nova, presa a uma cadeira de rodas, vítima com seqüelas de um AVC. A direção optou pelo distanciamento, com as duas irmãs interpretadas por dois homens, em busca de uma coerência e verdade cênica conseguidas, de maneira geral. Prefiro não falar em realismo, pelo fato exposto anteriormente, o que já me distancia do real que a ação possa demandar. Há elementos realistas, outros nem tanto, evidenciando uma confusa rede de indefinições. Isso, provavelmente, deve-se ao fato de ser o diretor também ator full-time do espetáculo, o que acarreta, ainda, uma evidente desigualdade no registro de interpretação dos dois atores. Anderson Gonçalves, preocupado em não transformar sua personagem, Rosa, numa Drag Queen caricata, registra sua emissão vocal numa tonalidade média/baixa, que nos leva, em determinados momentos a uma impostação monocórdia de radionovela. Leandro Silva, por sua vez, defende sua Margarida, de forma muitas vezes risível, causada, talvez, pelo seu carregado sotaque nordestino, fato que, a curto prazo, é de difícil solução. Não sendo, porém, impossível. Há, contudo, com esta disparidade, um resultado muito interessante, pela oposição de ritmos estabelecida, que sustenta e mantém o interesse contínuo pelo desenrolar da ação. Tudo torna-se verossímil, pela coerente ‘fé cênica’ incutida ao trabalho, pelos atores.

AS MALDITAS é um espetáculo, embora seus percalços, polpudo, de onde se extrai bastante pano para manga. Há – ponto para a direção – um claro encaminhamento evolutivo da intensidade dramática, com um gráfico crescente das ações, até o clímax. Embora o texto tenha um quê de previsível, o envolvimento dos atores consegue torná-lo interessante e até surpreendente. Em cena, a relação sado-masoquista, entre as duas irmãs, vai tomando contornos trágicos, sublinhando a mútua dependência, que as envolve, numa atmosfera de amor e ódio sem solução aparente. Creio haver necessidade de momentos de um maior relaxamento, onde a intimidade e o afeto fraternais possam ser mais evidentes, em contraposição à tensão gerada pelo conflito exposto. Preciso ver que, em algum lugar do passado, ou do presente, essas duas mulheres foram e/ou agiram como verdadeiras irmãs, estreitando o vínculo familiar e a intimidade entre as duas. O demais, são pequenos ajustes pontuais, que se fazem necessários, perfeitamente discutidos e debatidos pelos avaliadores e que, se azeitados, farão com que o espetáculo flua com mais facilidade.

AS MALDITAS, portanto, com suas pitadas de AS CRIADAS, de Jean Genet e do filme O QUE TERÁ ACONTECIDO A BABY JANE?, do cineasta americano Robert Aldrich, é um espetáculo bastante acessível e de comunicabilidade indiscutível, bastante honesto na condução de uma temática tão complexa e de aparente facilidade.

Grupo – Leandro Silva & Anderson Gonçalves Montagem Independente – Porto Alegre/RS; Espetáculo – AS MALDITAS; Autor – Saulo Queiroz; Cenografia – Leandro Silva & Anderson Gonçalves Montagem Independente; Iluminação – José Renato ; Sonoplastia – Lizandra Ayello; Figurino – Lorena Sanchez; Maquiagem – Viviane Marmitt; Elenco – Leandro Silva e Anderson Gonçalves; Direção – Leandro Silva.

#AsMalditas: ÚLTIMA TEMPORADA DO ANO!

webflyer_asmalditas_teatrodoinstituto_temporada2016

Data: 12, 13, 18, 19, 20, 25, 26 e 27 de novembro de 2016.
Horário: 20 horas.
Local: Teatro do Instituto (Rua Riachuelo, nº 1.317 – 3º andar, Centro, Porto Alegre, RS).
Ingresso: R$ 20,00 (inteira). R$ 10,00 (meia – estudantes, idosos e classe artística). Ingressos na bilheteria do teatro, na hora, ou mediante reserva.
Classificação: 16 anos.
Duração: 50 minutos.
Reserva de ingresso e mais informações: monarca@monarcaproducoes.com.br ou pelo telefone (51) 98253.9112 (Lizandra Ayello).

Mais informações, na fanpage do espetáculo:  www.facebook.com/espetaculoasmalditas

Temporada Espetáculo “As Malditas” – Teatro do Instituto, Porto Alegre, RS

webflyer_asmalditas_teatrodoinstituto_temporada2016

Os atores Leandro Silva e Anderson Gonçalves, artistas bonequeiros de carreira, se reinventam com a montagem desta reconhecida peça do dramaturgo paraibano Saulo Queiroz. “As Malditas” é uma comédia de costumes e tem um contexto cheio de surpresas. Rosa e Margarida não se suportam, mesmo sendo irmãs. Rosa Procópio é a irmã letrada e apreciadora de música clássica. Margarida é analfabeta e religiosa, fã das composições do Padre Zezinho. As duas evidenciam a dualidade drama/comédia presente o tempo todo no espetáculo. Até que o destino fez a desfeita de uni-las sob um mesmo teto.

O espetáculo recebeu o prêmio de melhor ator coadjuvante e foi indicado ao prêmio de melhor caracterização no 17º Festival Internacional de Teatro Rosário em Cena (Rosário do Sul, RS, 2016), com boa receptividade por parte do público, avaliadores e críticos do festival.

Ficha Técnica:

Autor: Saulo Queiroz

Direção: Leandro Silva

Elenco: Leandro Silva e Anderson Gonçalves

Iluminação e preparação dos atores: José Renato Lopes

Figurino e acessórios: Lorena Sanchez (La Lola Repassa Brechó)

Caracterização/ Maquiagem: Viviane Marmitt

Fotografia: Leandro Artur Anton

Produção: Lizandra Ayello (Monarca Produções)

 Assistente de Produção: Nathalia Bulgaro

Serviço

Data: 12, 13, 18, 19, 20, 25, 26 e 27 de novembro de 2016.

Horário: 20 horas.

Local: Teatro do Instituto (Rua Riachuelo, nº 1.317 – 3º andar, Centro, Porto Alegre, RS).

Ingresso: R$ 20,00 (inteira). R$ 10,00 (meia – estudantes, idosos e classe artística). Ingressos na bilheteria do teatro, na hora, ou mediante reserva.

Classificação: 16 anos.

Duração: 50 minutos.

Reserva de ingresso e mais informações: monarca@monarcaproducoes.com.br ou pelo telefone (51) 98253.9112 (Lizandra Ayello).