Leandro Silva é um dos selecionados para a 4ª edição do TRANSIT, promovido pelo Instituto Goethe (Porto Alegre, RS)

transit-logo-2018-preto-para-fundo-braco-formatkey-jpg-w511

Os vencedores, Leandro Silva e Julia Ludwig, vão realizar encenação do texto “Wonderland Ave.” de Sybille Berg. Além destes, foram escolhidos para as leituras dramáticas do texto Sandino Rafael e Jacques Machado. As montagens terão estreia no Festival Palco Giratório, em maio de 2020 (duas apresentações por projeto selecionado). Após suas estreias, elas retornarão ao Teatro do Goethe para temporadas regulares de nove apresentações para cada grupo.

O projeto Transit tem por objetivos  estabelecer trocas entre continentes, estéticas, linguagens e interpretações, além de colaborar para a ampliação e qualificação do campo crítico para as artes cênicas de Porto Alegre.

Os processos de criação serão acompanhados pelo site AGORA Crítica Teatral (www.agoracriticateatral.com.br) por meio de postagens e ações dos críticos, Michele Rolim e Henrique Saidel (colaborador AGORA Critica Teatral). A fim de ampliar as questões pertinentes ao projeto, o Transit trará a Porto Alegre uma crítica alemã que acompanhará as estreias. Também está previsto um debate público durante o Festival reunindo críticos convidados e os/as dois/duas encenadores/as selecionados/as.

Sobre o texto Wonderland Ave.:

Como será o mundo no futuro, quando o desenvolvimento social e tecnológico progredir tão rapidamente quanto nas últimas décadas? Quando a inteligência artificial deixa o humano para trás e determina todas as áreas da vida? O que acontece então ao povo – esses seres imprevisíveis, errôneos, lentos e sentimentais? A nova peça de Sibylle Berg “Wonderland ave.” é um “acorde final” amargo, porém cômico, do mundo como o conhecemos.

Sobre a Autora:

Sibylle Berg nasceu em Weimar, Alemanha, e hoje vive em Zurique, Suíça. Seu trabalho incluiu 25 peças de teatro e diversos livros e ensaios traduzidos para 34 idiomas. Desde janeiro de 2011, Berg escreve para a Spiegel Online. Em 2016, foi convidada ao Frieze London com a peça Wonderland Avenue, em colaboração com Sebastian Nübling e Claus Richter. Entre os prêmios recentes que recebeu, estão: Friedrich-Luft-Prize (2016) pela peça “And then came Mirna”, Audience Prize of Mülheimer Festival “Stücke 2016” pela peça “And then came Mirna” (2016) e Else-Lasker-Schüler Drama Prize (2016), Kasseler Literaturpreis für grotesken Humor (2018).

OFICINA TEATRO PERCUSSIVO | PROJETO COMUNICAÇÃO E ARTE

CARD FACE OFICINA TEATRO

O Ponto de Cultura Quilombo do Sopapo, por meio de convênio com a Secretaria de Estado da Cultura e da luta comunitária pela Cultura Viva, no âmbito do projeto “Comunicação e Arte: Uma Onda no Ar do Quilombo do Sopapo” abre vagas para a oficina de TEATRO PERCUSSIVO, no dias 07 e 14 de dezembro de 2019, sábados, das 16:30 às 18h, na sede do ponto de cultura.

A oficina tem como objetivo promover FORMAÇÃO INICIAL de interessados em vista da construção da peça teatral “Um Sonho de Liberdade”, espetáculo percussivo com Tambores de Sopapo e Bonecos Gigantes, a ser estreado e apresentado no primeiro semestre de 2020.

76200543_2552408591507816_694658746210582528_o

Performance Festiva de Boneco Gigante e Rua “A Andarilha” (2019). Fotografia: Leandro Artur Anton.

Os encontros serão ministrados por Beatriz Rosa, percussionista e contadora de histórias e Leandro Silva, artista bonequeiro e diretor teatral, ambos educadores do ponto de cultura.

PRÉ-INSCRIÇÃO: Enviar nome completo e contato para o e-mail quilombodosopapo@gmail.com. As inscrições deverão ser confirmadas presencialmente no encontro do dia 07/12. AS INSCRIÇÕES SÃO GRATUITAS.

A Oficina de Teatro Percussivo é uma atividade realizada através do projeto Comunicação e Arte: Uma Onda no Ar do Quilombo do Sopapo por meio de convênio com a Secretaria de Estado da Cultura e da luta comunitária pela Cultura Viva.

Participe!
#QuilomboDoSopapoSempre

Evento FB: https://www.facebook.com/events/1454679201339844