Feliz Natal e Um Renovado Ano Novo!

“A voz do anjo sussurrou no meu ouvido/ Eu não duvido já escuto os teus sinais…” (Anunciação – Alceu Valença)

Desejamos aos nossos amigos, parceiros e colaboradores um Feliz Natal e um Ano Novo repleto de energia e coragem para lutar por nossos sonhos com fé!

LEANDRO SILVA Teatro de Bonecos e Projetos Culturais

*No cartão, uma árvore de Natal do sertão nordestino: passarinhos brincam e se alimentam em uma árvore de ciriguela, que produz frutos com sabor de infância.

Fotografia: Manoel Freitas. Conheça o trabalho dele: https://instagram.com/manoelfreitasjornalista

A GENTE ACREDITA EM FADAS!

DSCN7582

Somos os viajantes na linha da “chegada-partida” da 3ª edição do Curso Contos de Fadas e suas Origens. É chegar e partir sempre, porque os caminhos e descaminhos do Maravilhoso são imprevisíveis, sedutores, arriscados. Mas sempre irresistíveis!

Faltam algumas pessoas na foto, que não puderam vir ao último dia ou que precisaram sair no horário, já que fizemos a foto no ultimo minuto, da última hora, do último encontro. Elas estão no aconchego do nosso abraço também.

Agradeço de coração a cada uma e cada um de vocês que acolheram mais uma vez o projeto Contos de Fadas e suas Origens. Estamos sempre refazendo os caminhos desta pesquisa e das metodologias de trocas e partilhas. E cada presença, cada olhar, cada fala, cada crítica, contraponto, mesmo alguma desistência são elementos que apontam e afinam o nosso caminhar. Cada pessoa é única, importante e à sua maneira sempre contribui, porque contos de fadas são feitos por pessoas e para pessoas. São feitos para tocar o nosso interior e reverberar pelos trajetos de nosso coração, de nossa alma. Então, que bonito é encontrar gente companheira nesta busca-pesquisa-inquietação!

Como um pesquisador, leitor e contador de contos de fadas, se o curso proporcionar algumas chaves para a busca pessoal de cada uma/ cada um, então nossos propósitos estão plenamente alcançados. Não há pretensões outras a não ser alimentar a busca e a troca. Os contos de fadas são um patrimônio da aventura humana sobre a face da Terra. Não tem que pedir licença para deles se aproximar. Não tem dono da verdade sobre eles. Tudo é um caminho do meio, entre limites e potências de pensamentos. Então, é só chegar!

Aproveito ainda para agradecer a Monarca Produções na pessoa da Lizandra Ayello e do Zé Renato, que na finaleira da resistência do Teatro do Instituto acolheram e mantiveram a porta aberta para o nosso projeto. Esta foto atesta que sejam lá quais foram os motivos para o fechamento do Teatro do Instituto, certamente não inclui falta de presenças, propostas, pessoas e significados. O espaço pulsa, vibra e se inebria de luz e trocas até o final!

Que os contos de fadas conservem sempre viva e atuante nossa Criança Interior.
Os contos de fadas nunca morrem.
E a gente acredita neles!

Forte abraço e até os próximos encontros!

Leandro Silva
Projeto Conto de Fadas e suas Origens
Ministrante e Organizador

* A 3ª edição do Curso Contos de Fadas e suas origens foi realizada no período de 22 a 25 de janeiro de 2018, no Teatro do Instituto (Centro, Porto Alegre, RS).

COMUNICADO IMPORTANTE! Curso “Contos de Fadas e suas Origens – 3ª Edição” acontecerá normalmente no Teatro do Instituto.

O anúncio do encerramento da parceria do IHGRS e da Monarca Produções Culturais e do fechamento do Teatro do Instituto não afetará a realização do curso “Contos de Fadas e suas Origens” – 3ª Edição. Todas as atividades do Teatro do Instituto – ensaios, cursos, oficinas e apresentações – estão garantidas até o dia 01/02/21018.
#PartiuTerraDoNunca

NOTA | Sobre o encerramento do Teatro do Instituto

#FicaTeatroDoInstituto

LEANDRO SILVA TEATRO DE BONECOS E PROJETOS CULTURAIS e os grupos e projetos por nós representados – “Grimm para os Pequenos”, “Grupo Fuzuê Teatro de Animação”, “Coletivo Kayodê de Arte Negra e projeto “Contos de Fadas e suas Origens” – manifestamos nosso pesar e indignação com a decisão do Instituto Histórico e Geográfico do Rio Grande do Sul de rescindir a parceria com a Monarca Produções Culturais e fechar o Teatro do Instituto. É mais uma porta para a arte, a cultura e a formação que se fecha em Porto Alegre, no meio de uma já agravada crise de sucateamento das políticas e espaços culturais. Não compreendemos, por outro lado, a insensibilidade de uma instituição voltada para a pesquisa, a memória e a cultura de tomar e sustentar tal decisão. Perde a arte e a cultura. Perde a sociedade como um todo.

Nós, artistas, produtores e agentes culturais, ficamos na expectativa de uma reversão desta situação e que o Teatro do Instituto não só continue, mas seja fortalecimento como um espaço de referencia para a arte e a cultura no coração da capital gaúcha.

Nota de Lizandra Ayello (Monarca Produções Culturais) sobre a situação do Teatro do Instituto: https://guia21.sul21.com.br/teatro-e-danca/sobre-situacao-do-teatro-do-instituto/

#FicaTeatroDoInstituto